Return to site

Mundo Doce Mundo

Como conhecer 57 países - e ainda querer mais

Sim, eu já viajei até dizer chega. Mas o lance é que não chega esse dia de dizer chega. Quanto mais a gente conhece, mais quer conhecer.
Acredito que o mais marcante de viajar é conhecer diferentes culturas e formas de ver a mesma coisa. Isso é ótimo, porque tem vezes na vida que a gente pensa que a nossa forma de ver as coisas é a melhor. Doce pretensão. 
São 7 bilhões de habitantes na face da Terra. Provavelmente 7 bilhões de formas diferentes de ver a vida. Foi muito aprendizado que tive. Também sinto muita gratidão em poder ter visto tantos lugares diferentes, tanta gente com pensamentos diversos - melhores ou piores que os meus, porém jamais mais certos ou mais errados. Isso é relativo.
Países já visitados

1. Brasil

2. Argentina 

3. Uruguai 

4. Chile 

5. Antártica 

6. Paraguai 

7. Ilhas Maldivas

8. Barbados 

9. Ilhas São Vicente e Granadinas 

10. Santa Lúcia 

11. Martinica

12. Dominica 

13. Guadalupe 

14. Monserat 

15. Antígua e Barbuda 

16. Saint Kitsch and Nevis 

17. Saint Barth

18. Saint Martin 

19. República Dominicana 

20. Ilhas Virgens Britânicas 

21. Ilhas Virgens Estados Unidos 

22. Porto Rico

23. Bermudas 

24. Estados Unidos 

25. Canadá 

26. França 

27. Bélgica 

28. Inglaterra 

29. Pais de Gales 

30. Irlanda

31. Escócia

32. Holanda

33. Alemanha 

34. Suécia

35. Noruega

36. Dinamarca

37. Finlândia 

38. Rússia

39. Estônia

40. Áustria 

41. Hungria 

42. Bulgária

43. Romênia

44. Grécia 

45. Turquia

46. Itália

47. Mônaco

48. Gibraltar

49. Espanha

50. Marrocos

51. Tenerife e Ihas Canárias (pertence a Espanha)

52. Croácia

53. Bósnia

54. Montenegro

55. Macedônia

56. Cabo Verde

57. Guiana Francesa

A riqueza cultural disso tudo, minha nossa, é imensurável. Em meu segundo livro, que já comecei a escrever, eu conto todas essas passagens por esses países. Curiosamente, nos últimos dois anos, eu moro na cidade de New York, no bairro do Queens, que hoje é a maior diversidade cultural do planeta. No Queens você encontra mais de 100 diferentes povos de cem diferentes culturas - falando em torno de 238 idiomas diferentes. A cada dia é um novo aprendizado.
Quanto mais a gente conhece, mais percebe que tem muito para aprender ainda. Que bom.
Bem, além disso, acredito que o que tenha ficado mais marcante em minha memória foram os inúmeros diferentes tipos de cheiros e perfumes que cada lugar no planeta tem. Consigo até hoje, me lembrar de cada lugar e de seus cheiros e perfumes característicos.
Por falar em cheiros e perfumes, me lembrei de um livro - campeão de vendas no mundo todo, lançado em 1985. A história se passa em Paris, França, no século XVIII, fruto de um extraordinário trabalho de reconstituição histórica. Consegue captar plenamente os ambientes da época tal como as mentalidades.
O protagonista é um artesão especializado no ofício de perfumista, e essa arte constitui para ele - nascido no meio dos nauseabundos odores de um mercado de rua - uma alquímica busca do Absoluto. O perfume supremo será para ele uma forma de alcançar o Belo e, nessa demanda nada o detém, nem mesmo os crimes mais hediondos, que fazem dele um ser monstruoso aos nossos olhos. Jean-Baptiste Grenouille possui no entanto uma incorrupta pureza que exerce um forte fascínio sobre o leitor.
E aqui você pode ler uma amostra e comprar o 'Trem Azul e Branco'
Tin-Tin! A todos os povos do planeta
All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly